about me

Marina Mendo é atriz, educadora, produtora cultural autônoma e mãe da Tereza. Trabalha na elaboração e desenvolvimento de projetos de teatro, música, performance e educação.

Mestre em Artes Cênicas pela UFRGS (2016), especialista em Estudos Interculturais pela Universitá degli Studi di Padova/Itália(2009); Bacharel em Artes Cênicas, hab. Interpretação Teatral/UFRGS(2004).

Destaca entre seus trabalhos: Fábrica de Calcinha(2018), direção e performance. Um projeto acurado, desenvolvido ao longo de 04 anos em parceria com o músico Ricardo Pavão, selecionado para o Festival de Arte 50 Anos do GOETHE-INSTITUT Porto Alegre e, financiado pelo Prêmio IEACEN Teatro 2017 FAC PROCULTURA/RS.Estreou em abril de 2018 na Bronze Residência em Porto Alegre e realizou temporadas no Espaço Cênico do SESC Pompéia/SP e na Mostra Cena Sul, do SESC Belenzinho/SP. Dilúvio MA(2014), criação e performance em parceria com Rossendo Rodrigues, intervenção dentro de uma rede de lixo suspensa sobre rios poluídos da cidade, realização do coletivo Ecopoética. A performance participou do 20 Palco Giratório SESC nacional e o coletivo recebeu o Prêmio Boas Ideias de Sustentabilidade da Virada Sustentável POA/2016. ILHA(2017), criação e performance, projeto do coletivo Ecopoética com direção de Rossendo Rodrigues, espetáculo sobre uma ilha de lixo flutuante financiado pelo FUMPROARTE/PMPA. Miragem(2013), criação, produção e performance, direção de Lisandro Bellotto, financiado pelo FUMPROARTE/ PMPA pelo qual recebeu o Prêmio BRASKEM Destaque Concepção do 21 Festival Internacional Porto Alegre em Cena. O espetáculo também recebeu o Prêmio Açorianos Especial do Juri 2013, destacado por trazer de forma significativa propostas inovadoras e criativas quanto à forma da encenação. Música de Cena (2013) atores tocam músicas para teatro de Arthur de Faria com direção de Áurea Baptista. Orquestra de Brinquedos(2013), soldados tocam músicas para crianças com sinos musicais e instrumentos de brinquedo, direção musical de Yanto Laitano. Arca de Noé(2010), musical da obra de Vinícius de Moraes dirigido por Zé Adão Barbosa e direção musical de Marcelo Delacroix.

De 2006 a 2014 colaborou com a Cia Rústica de Teatro, direção de Patrícia Fagundes nos espetáculos, Cidade Proibida(2013) Prêmio FUNARTE Artes na Rua; Natalício Cavalo(2013), Prêmio Myriam Muniz de Teatro, Prêmio Braskem melhor espetáculo no 20 Festival Internacional Porto Alegre Em Cena; Desvios em Trânsito(2010) Prêmio FUNARTE Artes na Rua; Clube do Fracasso(2010), Prêmio Myriam Muniz de Teatro, Prêmio Açorianos Melhor Dramaturgia e Prêmio RBS Cultura Juri Popular e do musical Sonho de uma Noite de Verão (2006), financiamento FUMPROARTE/PMPA Prêmio Braskem 2006 Melhor Espetáculo, Direção, Ator e Júri Popular, Prêmio Quero- Quero e Açorianos 2006 Melhor Espetáculo, Direção e Trilha Sonora).

Com a Sync. Produções de Arte, foi a responsável pela elaboração e execução do projeto Eva Schul- Corpo e Memória Prêmio Cultura 2014 do MINC; Fábrica de Calcinha, Ecopoética Dilúvio MA: Arte sobre as Águas do RS, ambos com financiamento do FAC/PROCULTURA-RS; Assistência de produção para Cuco Produções de Liége Biasotto em  projetos de educação musical e festivais de música: Ouviravida – Educação Musical Popular, 3 Festival de Música de Nova Prata, Projeto Concha – Natura Musical 2019, #FestiPoa Literária e Oficina de Artes Integradas na Ilha da Pintada;

Educadora de teatro e música nos projetos Circo na Roça I e II com coordenação pedagógica de Daniela Albuquerque realizado na zona rural de Ibicoara, Chapada Dimantina/ Bahia; Circo da Cultura, com coordenação pedagógica de Luciana Paz, na Restinga e Vila Bom Jesus, Oficina de Artes Integradas na Ilha da Pintada/Porto Alegre;

Facebook

Instagram